Rapidinhas do jovem: de repente 30?

Essa semana um amigo veio me perguntar se eu estava com um friozinho na barriga por estar perto dos 30. Achei que ele tivesse mandado a mensagem para a pessoa errada, pois ainda tenho 25. Eis que ele fala que “cinco anos passam muito rápido!” Muito rápido? Eu sei que hoje as coisas acontecem ao mesmo tempo, tudo está muito mais dinâmico e a noção de tempo as vezes é relativa, mas uma coisa é achar que uma hora demorou muito ou passou rápido demais, mas cinco anos? Talvez as pessoas precisam parar com essa mania de se apegar a ditadinhos clichês para justificarem a preguiça.

Ainda estou com 25 anos e até os 30 tem chão. Não digo que irão demorar horrores, mas para alguém que não vive em estado de osmose, deixando a realidade acontecer sem se mexer, muitos planos e metas cabem em cinco anos. Parem e pensem, em cinco anos você pode terminar uma faculdade de direito, mais da metade da faculdade de medicina ou um curso de quatro anos com direito a dois semestres de DPs; em cinco anos você pode começar a etudar um outro idioma e já estar com ele fluente ou no mínimo, avançado; em cinco anos, se você adotar um cachorro, você já terá vivido com ele por um terço de sua vida (em média); em cinco anos você pode ter um filho, desde aquele passo bem inicial, e você já estará com o piolhinho com quatro aninhos, andando pela casa inteira, colocando o controle do seu querido PlayStation 3 novinho na boca, derrubando seu laptop e querendo ir dormir na sua cama, bem no meio do casal, acabando com qualquer clima que pudesse rolar num sábado a noite; é metade de todo o seriado Friends ou um quarto de Simpsons, ou mesmo o tempo para se filma um longa-metragem digno de indicações de Oscar, de duração de três horas ou mais. Cinco anos é BASTANTE TEMPO.

Porém, para pessoas que fizeram a faculdade que era mais fácil passar, estão em um emprego que não é o que eles queriam ou namoram alguém que era mais fácil manter por perto ao invés de estarem com quem realmente gostariam, para esses sim, cinco anos não é tempo para nada. Quando não se está disposto a arriscar, você empurra tudo com a barriga e vive sua vida como se fosse um clipezinho de video de quinze segundos com o player na função “repetir”, ou um gif animado. Aquilo se repete, repete, repete, enquanto você asiste, assiste, assiste, até ficar hipnotizado, não prestar atenção em mais nada e não ver o tempo passar. Não porque está se divertindo, e sim porque está inerte feito um zumbi na frente da tela. Então, conforme as folhas do calendário vão caindo, o aniversariante acomodado vira e fala “nossa, de repente 30!”

Cinco anos pode não ser um tempo interminável, senão os presidentes não precisariam de um segundo mandato para, mesmo assim, dizerem que não tiveram tempo de fazer tudo aquilo que gostariam ou que prometeram, mas de longe não é pouco tempo. Você pode levar alguns meses para tomar coragem e fazer aquela mudança na vida que você sempre almejou, e é muito provável que consiga atingir alguns daqueles objetivos nesses cinco anos. Eu estou em São Paulo há quatro anos e já me sinto em casa, já tenho conquistas, histórias, saudades, lembranças, ex-colegas de sala, ex-empregos, emprego atual, futuros empregos, etc. Não deixem cinco anos passarem dizendo que “do jeito que está, está bom” se não está como você sempre sonhou, ou parando para pensar no que pode dar errado se você tentar. Afinal, em um país com estimativa de vida de, em média, 75 anos e contando que nos primeiros 18 você não é totalmente independente para fazer suas escolhas, cinco anos sem fazer nada é jogar fora quase um décimo da sua vida fora.

“De repente 30” só vai acontecer à meia noite do dia do meu aniversário, até lá estarei muito ocupado fazendo esses cinco anos valerem a pena.

Feliz 5 anos! O que você fez de bom neles?

Feliz 5 anos! O que você fez de bom neles?

Comments
4 Responses to “Rapidinhas do jovem: de repente 30?”
  1. CAROL disse:

    MEU DEUS EU ESTOU NA BEIRA DOS 30…. MAS MEUS ULTIMOS ANOS, DIGAMOS FORAM APROVEITOSOS… TENHO CERTAS LEMBRANÇAS Q PREFIRO NAUM COMENTAR AQ, QUE QRO ESQUECER MAS DE RESTO FORAM BEEEEEEEEEEEEEEEEEEEM APROVEITOSAS….. ui….rs

    amor eu amo vc sdds bjs

  2. fr. Mério disse:

    Excellente réflexion! N’oublie pas que la trentaine est la plus belle période de la vie! Ensuite, on devient vieux … j’ai 53 ans donc … XDDDD Gros bisous reconnaissants du QUÉBEC … XOX

  3. Larissa Lübe disse:

    Excelente!

  4. Sensacional, aliás um dos meus objetivos antes dos próximos 5 anos é entender e responder o comentário do cara de Quebéc em Francês.. xD

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Minha Vida Antes dos 30 em números

    • 25,917 acessos
%d blogueiros gostam disto: