Série 11 pecados: 1. preguiça

Vamos começar 2011 comentando 11 pecados que devem ser evitados no ano novo e em todos os seguintes, um por texto. Pular ondinhas é fácil, fazer pedidos pra Iemanjá também, mas será que as pessoas conseguem desviar desses 11 erros que podem jogar no lixo todos os desejos feitos aos deuses?

Primeiramente falaremos da preguiça, a barreira enorme que faz com que as pessoas empurrem os planos pra frente e culpem o tempo de passar muito rápido. A maldita vem feito câncer, não dá aviso prévio e só tem sintomas quando está em estado avançado. Começa com um simples “deixa o prato aí que eu levo na pia depois”, avança para algo como abrir a porta para ver quem está na sala e não fechar ao sair e começa a ficar grave quando, no reveillón, a pessoa pula 5 ondinhas ao invés de 7, afinal 5 também é número primo.

Os efeitos maléficos da preguiça podem ser percebidos tanto no lado físico quanto no psicológico. No lado físico ela toma uma forma redonda, uma pretuberência na parte frontal do corpo, comumente conhecida como barriga e escrotamente conhecida como músculo pânceps. Pessoas preguiçosas conseguem assistir uns oito filmes direto, ficam na frente da TV imóveis, só se mexendo para ir ao banheiro porque sujar o sofá implica em ter que ir na loja escolher outro, pagar, esperar chegar e arrumar, e isso dá mais trabalho do que dar a descarga. A vítima, com preguiça de cozinhar, compra comida pronta ou porcarias pra comer, pois assim não precisa passar pela epopeia que é cozinhar. Assim, a gordura trans fecunda ao entrar em contato com o sedentarismo, formando um embrião de nome científico “barriguinhas di choppius”. Esse ser amórfico vai se desenvolvendo até virar um parasita, que fica alojado naquela região abdominal e acompanha o preguiçoso até o leito de morte.

De efeitos menos danosos visualmente, mas com resultados perigosos para a sociedade e até a humanidade é a preguiça com efeitos psicológicos. Começa com o pequeno hábito de clicar em “próximo” direto nos programas que instalam no computador sem ler os avisos de segurança. Depois, o cidadão se acha “o leitor visual”, pois apenas vê os símbolos nas placas e não lê as palavrinhas escritas embaixo, como “este caixa é exclusivo para idosos, gestantes e portadores de deficiência física”, pois ele vê o desenho do homenzinho com bengala, bota uma no carrinho de compras e passa naquele caixa mesmo. O caso necessita de intervenção quando a pessoa só entra em livrarias para comprar pesentes, pois alega que “ler é chato”, só abre um jornal para ver o horóscopo e resumo das novelas, e faz um daqueles cursos universitários de dois anos pra se formar logo. Essas pessoas representam um risco para a saúde pública assim que se envolvem com profissões como dançarinas de axé, montadores de móveis modulares, atendentes que falam tudo no gerundismo e, eventualmente, candidatos a deputado.

Por isso, queridos leitores, não caiam nessa. É como as drogas, promete muitas maravilhas, mas só ferra com a sua vida. Não se enganem com as promessas de “vamos ficar aqui, matando o tempo!” pois além de não ganhar nada, você se cansa mais do que se cansaria fazendo outras coisas, e o mesmo ocorre com o “dormir até mais tarde”, pois você acorda mais cansado. Daí, assim como os entorpecentes, isso vicia e você passará os finais de semana nesse estado de ameba gelatinosa, que só se move quando alguém empurra e as banhas fazem seu corpo balançar pra lá e pra cá. Mais pra frente você começa a conspirar querendo que a vida fosse invertida, que se trabalhasse de sábado até domingo e que se decansasse de segunda a sexta-feira. Sua leitura ficará mais lenta; o raciocínio devagar, quase parando; estudos não farão parte alguma de qualquer planejamento de vida. Em seguida, você ainda vai reclamar de sua vida amorosa quase inexistente e chorar assistindo comédias românticas, pois apesar de dar tudo errado, pelo menos os atores dos filmes não ficam sozinhos no final, o telefone DELES tocam, pessoas correm atrás DELES nos últimos dez minutos para um relacionamento incrível, enquanto o preguiçoso da vida real vai secar as lágrimas com a camiseta pra não se dar ao trabalho de pegar lenços de papel, vai levantar a bunda gorda do sofá e, na esperança de que a ficção vire realidade, vai entrar no Orkut esperando ver algum recado ou depoimento romântico de alguém que gosta dele. Na desilusão, colherá as beringelas no joguinho de fazenda, pois como disse Machado de Assis, “ao VENCEDOR, as batatas”.

Por isso, comecem 2011 com uns trezentos planos e tentem realizar pelo menos uns 10% deles. O que não der, que fique pro ano que vem, e corram atrás disso. Mas nunca, NUNCA comecem com aquela mania de preguiçoso de dizer “fazer o quê?” ou de culpar as circunstâncias pelos seus fracassos, tipo “ah, não aprendi a surfar porque não teve um tsunami aqui no nosso litoral para eu poder pegar uma onda BOA mesmo…”
Portanto, se forem beber, não dirijam; se forem fazer sexo, usem camisinha, e se forem planejar ser algo na vida, livrem-se da preguiça.

Feliz 2011!

Preguiça: livre-se dela.

Preguiça: livre-se dela.

Comments
2 Responses to “Série 11 pecados: 1. preguiça”
  1. aly disse:

    Como sempre Pasma….Me identifiico com seus Textos….Não pela parte da preguiça….Bom confessando, algumas vezes até me Bate a preguiça…em Pensar em Ir…CANSEI!
    MAs Realmente, vendo de outro ponto de Vista,de outro ângulo ou de outro olhos…Vemos como somos, programados a Vivenciar nesse ciclo vicioso de que Tudo fácil, é melhor e que qd algo ruim nos acontece, CULPA DO DESTINO, ou será de Nós que não fazemos nada pra Mudar? Obrigada FER! 2011…11 tentativas de ser menos Preguiçosa….Comecei o 1 passo escrevendo AQUI! Bjokas

  2. Larissa Lübe disse:

    Preciso mesmo dizer que amei?

    =*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Minha Vida Antes dos 30 em números

    • 25,917 acessos
%d blogueiros gostam disto: