Dia 7 de maio de 2007. Madrugada de segunda-feira. Quatro almas perdidas perambulam pelo prédio de Thaira após uma visita ao apartamento dela. Fernando (eu!!! EU!!!! =D ), Juliana, Zé e Débora entram no elevador às 00:40, no quinto andar, realmente acreditando que ir de elevador faria a descida mais rápida e confortável. Entram os quatro no elevador e apertam o botão T, que para quem não sabe, significa "térreo" (vai que algum leitor nunca andou de elevador na vida, não é mesmo, minha gente? Não podemos discriminar) e esperam.
Quando o elevador estava mais ou menos passando pelo quarto andar, um dos indivíduos, que agora não me lembro qual é, sugere: "vamos pulaaaaar? ". Débora comenta: "ahhh, não, gente. Nem vem." Os outros três restantes então falam "um, dois, três e…. JÁ!!!" e pulam, para ter aquela sensação de que o pulo levou 0,000001 milésimo de segundo a mais que o pulo normal pela descida do elevador, para ter a mesma sensação que sentia Leonardo Da Vinci ao tentar inúmeras vezes voar com as suas invenções, para saber da ONDE Santos Dumont tirou inspiração para fazer o 14 bis. Sim. Nós pulamos no elevador. Não intimidados pela câmera. Então, não contentes, pulamos outra vez. Ainda insatisfeitos, pulamos uma terceira vez. Foi então, meus irmãos, que FUDEU…
 

Depois de um pequeno estrondo tipo “turummm”, olhamos para os lados e após alguns segundos afirmamos que o elevador tinha parado. YESSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!

 

Nesse momento, a pálida Débora solta uma exclamação: “ahhh, genteeeee!!! Num faleeeeei!!! Tinha que ser o Fernandoooooooooo!!! Sempre que eu saio com ele acontece alguma merdaaaaa!!!”. E não foi só a exclamação que ela soltou, ela correu ate a porta semi aberta do elevador, por onde se via o conreto entre-andares, e soltou um pum, alegando “estar nervosa”… Após esse breve intervalo, ligamos para o zelador por aquele telefoninho do elevador, que você aperta o botãozinho e fala, para avisar que tinhamos ficado presos. Ele falou que ia chamar a assistência e já sairíamos de la.

Pegamos o celular para ligar para Thaira para contar as boas novas. Depôs usamos o celular pra tirar fotos e mais fotos, fazendo caras e bocas sobre a situação, e a Débora ainda ficando “nervosa”, para não dizer gasosa, soltava seu nervosismo o tempo todo.

 

Ficamos mais ou menos 40 minutos presos no elevador, chegamos até a ligar de novo pra ver se tinham esquecido da gente. O mais legal é que quando começaram a mexer no elevador, a porta abria… fechava… abria… fechava… aí, o elevador deu um estrondo parecendo que ia cair com tudo, aquele “TOMMMMMMMMMMMMMMMMM”. Todos ficaram pálidos e por um momento, pensamos: “FUDEU…” Mas daí o elevador desceu, chegamos no andar S2, que não é um coração, e sim a letra S e o numero 2 mesmo, que seria o subsolo 2, onde subimos até o térreo a pé. Claro, alguém tinha que fazer a piadinha “vamos subir de elevador?”. Juro que não fui eu.😄

 

Enfim, o resultado final foi voltar pra casa muuuito tarde, sabendo que ainda haveria aula as 7:30 da matina, morrendo de vontade de tomar banho, com a Débora xingando a gente o tempo todo, e todos morrendo de medo de elevadores. Logicamente, como todo bom brasileiro, não desistiremos nunca de voar por 0,0000001 segundo, dando o super “pulinho de elevador”. Mas agora sem câmera, por favor, porque o porteiro estava nas gargalhadas quando saímos pois ele viu toda as cenas. Disse que “acompanhou tudo” pelo monitor… isso porque deitamos, sentamos, jogamos adoleta, fingimos estar fazendo um ultimo sexo antes da morte…

 

Sem mais delongas.

 

Assinado: O autor.

 

PS: Frase do dia, lida na internet: "A mentira não é sinônimo da verdade".

 

Abraços aos leitores e aos avaliadores do "quem vai ficar com o Nobel?"

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Minha Vida Antes dos 30 em números

    • 25,917 acessos
%d blogueiros gostam disto: